A páscoa é mais que ovos de chocolate.

O cenário é este:

Domingo cedo, correria de crianças, você esfrega o sono do olho e pensa: “Como eu queria achar ovos de chocolate”.

Hoje, essa realidade de domingo de páscoa nos sonda desde que nos conhecemos por gente né? Mas, já parou para pensar de onde veio esse costume? Aliás, o que comemoramos mesmo na páscoa?

A páscoa é uma celebração religiosa, muito atrelada ao cristianismo e judaísmo.

Para os cristãos, comemora-se o renascimento de cristo. Conhecida também como Domingo da ressurreição, pois segundo a religião Jesus Cristo teria voltado a vida após três dias de sua crucificação, tornando essa a mais antiga comemoração cristã. A data da páscoa é calculada pelas luas (datas móveis) o que influência nas datas de outras celebrações cristãs como o Carnaval.

Já pelo lado dos judeus a páscoa ou pesach, ocorre na mesma época do ano dos cristãos, porém o contexto da celebração é diferente. A comemoração é pela libertação do povo Hebreu da escravidão no Egito, liderada por Moisés.

Como agradecimento ao início da primavera no hemisfério norte, os judeus faziam as oferendas dos primeiros frutos das novas colheitas – isso tem como simbologia uma de nova vida ou de renascimento.

A celebração da pesach dura vários dias a fim além de comemoração, reflexão.

Como surgiram os ovos?

Em algumas religiões o ovo tem grande importância como símbolos de vida ou nascimento. Em algumas mitologias os Deuses ou até mesmo o universo vieram de um ovo que eles chamavam de primordial.

Devido a expansão do cristianismo para a região da Mesopotâmia a maior probabilidade para explicar o porquê dos ovos de pascoa é a mistura de influências culturais que daria como o ovo o símbolo da ressurreição de Jesus.

Uma parte das festividades era cozinhar os ovos e colori-los. Muitas vezes pintavam de vermelho, simbolizando o sangue de cristo, assim esses eram os ovos de páscoa. Ao pintá-los era uma forma também de distinguir um ovo de páscoa de um ovo qualquer.

Como os cristãos não comem ovos na chamada quaresma, sobravam muitos ovos e isso trouxe a tradição de pintar.

Brincadeiras da páscoa

Com os ovos pintados começam os jogos e brincadeiras de páscoa. O mais famoso, era esconder os ovos coloridos, e a criança que achasse mais ovos ganharia um prêmio no final.

Haviam as corridas com ovos também. Nesse, a criança equilibrava o ovo com uma colher sem deixar caí-lo.

No hemisfério norte, a brincadeira mais comum era a briga de ovos. Cada um ficava com seu ovo colorido, batia-se um ovo no outro alternando um de cada vez. Quem conseguíssemos quebrar o ovo do oponente e deixar o seu intacto venceria, e poderia até comer o ovo do oponente.

Você já viu essas tradições por aí ou é só aqui em casa? Muito curioso saber como surgiu esses costumes que ainda fazem parte de nossas tradições!

Decoração

Na Europa central onde fica hoje a Alemanha, os ovos pascoais também têm a função decorativa. Por lá o costume é pendurar os ovos coloridos em árvores e plantas por se tratar da primavera, comemoração de uma nova vida.

De onde surgiu o coelho?

Ainda na região da Alemanha, nesse mesmo contexto foi onde surgiu o tão famoso Coelho da Páscoa. Inicialmente a Lebre de páscoa.

O coelho ou a lebre são um famoso símbolo de fertilidade, por ter muitos filhotes a cada ninhada. A época em que esses animais estão mais propícios ao acasalamento é justamente no início da primavera do hemisfério norte. Então se tivesse que usar algum animal para simbolizar, certamente seria o coelho (ou lebre).

Como surgiu o ovo de chocolate

Esse símbolo veio provavelmente da Europa e no início do século XIX eram cascas vazias de ovos de verdade, recheados com chocolate. Ainda se discute sobre origem alemã ou francesa.

Primeiro chocolate em forma de ovo foi feito na Inglaterra em 1873 com a diferença de ser maciço e não oco como é o costume hoje.

Os moldes desses ovos eram muito trabalhosos, e só conseguiram popularidade com a produção em larga escala na páscoa na virada do século XX.

O resto é história, passamos com a cabeça relando em inúmeros ovos no supermercado, contamos histórias para as crianças e presenteamos aqueles que amamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *