Dia Mundial do café, vai uma xícara?

O dia 14 de abril foi reservado mundialmente para o queridinho dos publicitários: O CAFÉ! O país do café tem como data nacional o dia 24 de maio.

E não são só eles viu!? Uma pesquisa apontou que de 10 pessoas com mais de 15 anos, 9 tomam o líquido mais energético do mundo.

O Brasil além de grande consumidor dessa iguaria africana, é o maior produtor e exportador de café do mundo todo.

História

Como surgiu o café? Hoje é muito simples tê-lo em nossa xícara logo pela manhã, mas a algum tempo atrás não era tão simples assim.

A história mais contada, e o que acreditamos ser verdade sobre como foi descoberto o café e suas prioridades começa nas planícies do continente africano.

Um pastor que costumava fazer longas viagens, ao se sentir cansado resolver fazer uma parada. Notou que os seus bodes continuavam elétricos e agitados. Ao observar a sua volta, percebeu que eles comiam um fruto de uma planta que ele não conhecia. Resolveu comer também, e após a ingestão do fruto sentiu-se mais disposto.

Ele ficou tão eufórico com a notícia que resolveu levar os grãos para o curandeiro local. Ao ver e entender a história, o curandeiro achou melhor se desfazer das sementes no fogo. Ao torrar o café, foi liberado um aroma que até o curandeiro ficou interessado e dissolveu os grãos na água. Pasmem: Essa foi a primeira xícara de café da história.

Curiosidades

Tomar café logo após acordar é desperdício

O organismo humano produz um hormônio chamado Cortisol, que além de outras funções, nos deixa em estado de alerta. Ao levantar da cama, o Cortisol tem seu ápice, sendo assim você não precisa tomar cafeína logo que acorda. O ideal é tomar uma hora após acordar.


Previne Alzheimer e outras doenças

Um estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina de Lisboa, em Portugal, afirmou que o consumo de café pode retardar os sintomas do Alzheimer.

Outras pesquisas científicas mostraram a eficácia do café contra diabetes tipo 2, depressão e Parkinson. Já tomou sua xícara de café hoje?

Vicia

Nosso organismo produz um hormônio chamado adenosina, que nos ajuda a dormir. Com o aumento do consumo de cafeína, mais receptores de adenosina são produzidos e você automaticamente vai precisar beber mais café para poder conectá-los. Esse processo, por sua vez, pode causar dependência e sintomas de abstinência.

Demora 10 minutos para fazer efeito

Estudos na Universidade de Barcelona comprovaram que após o consumo, leva-se dez minutos para os primeiros efeitos da cafeína no sangue. Em 45 minutos ele atinge o nível mais alto, te deixando em estado de alerta. Dependendo da velocidade de absorção do organismo, os efeitos duram até cinco horas.

Como Chegou no Brasil

O café que chegou ao Brasil no século XVIII, proveniente da ilha Martinica que pertenciam à França. Segundo a tradição, o produto foi contrabandeado pelo português Franscisco de Mello Palheta que seduziu a esposa do governador da ilha com intuito de conquistar o produto.Você já viu essas tradições por aí ou é só aqui em casa? Muito curioso saber como surgiu esses costumes que ainda fazem parte de nossas tradições!

O café e a Culinária

Como o café tem um aroma e sabor único, ele tem uma ótima combinação com receitas de sobremesas ou bebidas. Assim, os fãs de café podem experimentar todas as versões desse grão.

Entre as principais receitas de sobremesas, estão: brigadeiro de café, pudim de café, bolo de café e palha italiana.

As opções de bebidas, são tão gostosas quanto. Algumas opções são: Café gelado com água de coco, Caipirinha de café, Capuccino e drink de café com vodka.

Para dar mais sabor a sua refeição, podemos usar o café em outras receitas como: Peito de frango ao molho de café, linguiça caramelizada no café, picadinho de café com pirão de leite e filé Mignon ao molho de café.

A forma de consumir essa iguaria são inúmeras, uma vida toda para experimentar tudo. Não à toa ele tem um dia mundial somente para ele.

Em nosso site você encontra produtos para você servir com qualidade e requinte aquele cafezinho quentinho. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *